Image

Governador, nós vamos valorizar os nossos policiais. Fato!

04/01/2019 21:47:00  

RELAÇÕES INSTITUCIONAIS

Governador, nós vamos valorizar os nossos policiais. Fato!

Na cerimônia de posse, ocorrida no auditório da Cidade da Polícia, no dia 3 de janeiro, o Secretário de Estado de Polícia Civil do Rio de Janeiro, Marcus Vinícius de Almeida Braga, iniciou seu discurso com a quebra do protocolo para homenagear o ex-chefe de Polícia Civil Rivaldo Barbosa ao qual se referiu como um amigo e um irmão, além de chefe de Polícia. “Nessa placa, na verdade eu entrego o meu coração para ele”, disse Marcus Vinícius.

 

 

Com 17 anos de serviço público, o novo secretário de Estado de Polícia Civil iniciou sua carreira como plantonista nas Delegacias de Santa Cruz e de Bonsucesso, e confessou ter aprendido que não há rotina nessa profissão. Bastante emocionado ele disse que, alçado à condição de secretário de Estado de Polícia Civil com a responsabilidade de alinhavar e realizar novas estratégias, ombreado com os demais membros da corporação, pretende colaborar para tornar o Rio de Janeiro um lugar mais seguro.

O secretário afirmou também que esse governo vai entrar na história do Brasil. Falou de seu orgulho em ter sido Diretor Geral de Polícia Especializada na gestão do então chefe de Polícia Civil Rivaldo Barbosa durante a intervenção federal e destacou que os desafios das Polícias no Brasil são gigantescos. Citou a necessidade de aprimorar os setores de investigação, além de integrar a Polícia Civil cada vez mais com as outras Polícias, Guardas Municipais, Forças Militares, Ministério Público, Poder Judiciário e órgãos afins.

Marcus Vinícius disse que vai travar uma batalha sem trégua a favor da vida. “Para tanto, transformamos a Divisão de Homicídios num Departamento-Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa, cujo ambicioso projeto é inaugurar duas Delegacias: Uma no Norte Fluminense e outra no Sul Fluminense”. O Departamento será chefiado pelo delegado Antônio Ricardo. O secretário destacou que o Departamento tem um Núcleo para a investigação da morte de policiais. “Os policiais que protegem, também precisam ser protegidos”, disse.  Em outro trecho de seu discurso o secretário afirmou que é impossível ser policial no Rio de Janeiro sem coragem. “Mas essa coragem sempre será fruto da segurança jurídica de instituições públicas que compreendam os riscos permanentes a que somos expostos. Razão pela qual protegeremos nossos policiais”.

 

Marcus Vinícius reiterou o anúncio feito pelo governador durante a posse do secretário de Estado da Polícia Militar, coronel Rogério Figueiredo, de que a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro defenderá todos os policiais do Estado.

 

“Em 2019 se inicia um novo e promissor ciclo na Segurança Pública onde os policiais afinal terão o protagonismo e o reconhecimento inerentes à árdua e importante missão que desempenham”, asseverou Marcos Vinícius. “Não se faz polícia sem valorizar os seus policiais e nós vamos valorizar ao extremo. É preciso olhar primeiro para dentro, depois olhar para fora. Para ajudar a população o policial tem que estar bem. Governador, nós vamos valorizar os nossos policiais. Fato!”, reiterou.

 

Ele falou também da criação do Departamento-Geral de Investigação à corrupção, ao crime organizado e à lavagem de dinheiro, com dedicação exclusiva no combate a esse crime, e finalizou seu discurso conclamando o auxílio de todos. “Unamos as nossas forças e caminhemos juntos. Cada policial civil deve trabalhar de corpo e alma, em busca do maior premio de todos: uma vida tranquila para as pessoas de bem do nosso Estado. É o que fazemos há 210 anos. É uma missão muito maior que nós mesmos. E da qual eu nunca vou desistir”, encerrou.

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=9ewRJc5K3vI

Fotos e Texto: Ascom SindSistema Penal

Diretora de Comunicação Inspetora Penitenciária Elisete Henriques