Image

Inspetores penitenciários querem gratuidade no transporte público - O DIA

30/06/2018 16:55:29  

 

Categoria faz articulação na Alerj para que convênio com concessionárias seja assinado

Por PALOMA SAVEDRA

Publicado às 06h00 de 30/06/2018 - Atualizado às 06h00 de 30/06/2018

 

Integrantes do SindSistema se reuniram com o deputado Dionísio Lins, na Alerj, na última quinta-feira - DIVULGAÇÃO/SINDSISTEMA

Rio - Os inspetores de segurança e administração penitenciária do Estado do Rio querem gratuidade no transporte público, como trens e metrô, a exemplo da cortesia concedida aos policiais civis. Para que a ideia saia do papel, os representantes do Sindicato dos Servidores do Sistema Penal (SindSistema) estiveram na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), na última quinta-feira, e se reuniram com o deputado Dionísio Lins (PP). A tentativa é fazer com que o parlamentar articule um convênio entre a categoria e as concessionárias. Dionísio Lins, por sua vez, sinalizou que vai trabalhar para que isso ocorra.

Presidente do SindSistema, Gutembergue de Oliveira ressaltou que a classe também compõe a Segurança Pública. Ele acredita que o benefício deve ser garantido aos inspetores da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) para a locomoção ao trabalho.

"Queremos que a gratuidade seja assegurada por convênio assinado com as empresas (como Metrô Rio e Supervia), para termos mais garantias", afirmou Oliveira, lembrando que, no caso dos policiais civis, há apenas um acordo tácito (de boca). Policiais militares fardados também têm acesso gratuito.

No encontro com os sindicalistas, Dionísio Lins disse que se empenhará para que o benefício se estenda aos inspetores penitenciários. "Gostaria de poder conceder os benefícios existentes para todas as categorias", declarou o parlamentar à Coluna.

 

O pleito não é inédito, trata-se de isonomia com outras instituições que compõem os órgãos de Segurança Pública, uma vez que a função dos Inspetores/Agentes Penitenciários, como integrantes dos órgãos do sistema penitenciário foram reconhecidos como integrantes operacionais do SUSP (vide CAPÍTULO III do SISTEMA ÚNICO DE SEGURANÇA PÚBLICA, Seção I, Art. 9º, § 2º; VIII).

 

 

TRANSPORTE DOS SERVIDORES DO NORTE, NOROESTE E SUL FLUMINENSE.

Tratando-se da questão de locomoção dos trabalhadores do sistema penal lotados nas unidades prisionais do Norte, Noroeste e Sul Fluminense, a diretoria do SindSistema continua buscando soluções junto à Seap que é o órgão responsável pela concessão desse direito, e pagamento do auxílio transporte para os servidores.