Image

Dinâmica de uma ocorrência em Bangu IV. Rotina da prisão ou desleixo das autoridades?!

03/02/2018 23:47:04  

O inspetor penitenciário foi agredido pelo preso quando o conduzia para o isolamento em razão de infração cometida. Houve início de tumulto e foi acionado o alarme com a entrada do Grupamento de Intervenção Tática (GIT). Um interno que estava saindo do parlatório foi atingido por bala de borracha na panturrilha e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que funciona dentro do Complexo Penitenciário de Gericinó.

A ordem foi restabelecida e a Penitenciária Jonas Lopes de Carvalho (Bangu IV) continua como antes: superlotada e com poucos servidores. Continuamos controlando o caos, e ainda tem quem menospreze o papel desses profissionais que suportam toda carga de estresse, riscos e ameaças. Alguns inspetores penitenciários chegam a pagar com a própria vida. Mas, apesar da nossa dura realidade, a unidade está sob controle!

Conseguimos sim ter autoridade e manter aquele ambiente caótico minimamente controlado. No entanto, muito mais pela capacidade dos inspetores penitenciários em mediar conflitos do que pela autoridade do Estado, tão combalida.