Image

Profissionais da área de saúde da Seap se reunem com presidente do SindSistema Penal

03/02/2018 23:27:30  

Na quinta-feira (01), antes de percorrer algumas unidades prisionais do Complexo de Gericinó, o presidente do SindSistema Penal, inspetor penitenciário Gutembergue de Oliveira, e o diretor de Defesa de Classe, Marcos Ferreira de Lima, estiveram reunidos com profissionais da área da saúde da Seap, no Sanatório Penal, para esclarecer algumas questões encaminhadas ao Palácio Guanabara e à sede da Seap, no Centro do Rio.

 

“Estou aqui porque me pediram ajuda. Eu me comprometi em tê-los representados toda vez que eu fosse ao governo”, disse Gutembergue. Em reuniões realizadas anteriormente com o governador Luiz Fernando Pezão, e com o secretário da pasta penitenciária, David Anthony, a diretoria do SindSistema Penal cumpriu o compromisso assumido com representantes da área técnica.

Gutembergue reiterou a importância do quadro da saúde para a natureza da atividade do inspetor penitenciário. “Eu sei que, tendo enfermeiro, médico, psiquiatra, psicólogo, terapeuta ocupacional, técnicos de enfermagem (na unidade prisional) eu faço o arrefecimento da massa carcerária”, ressaltou quanto ao apoio necessário à atividade intramuros. 

Para o grupo ele recomendou cuidado, união e foco. “Vamos ter cuidado, porque papel de espanador é fácil. Jogou, desuniu e cadê? Não junta mais. E o zap faz esse papel muito bem”, alertou. “Mas, fazer isso aqui, reunir vocês para caminhar, é outra história. Eu gosto de reunir”, pontuou. 

“Fomos chamados pelo governador para uma reunião no Palácio Guanabara, na quinta-feira, 25 de janeiro. Ele então ligou para o secretário nos receber no mesmo dia, mas não foi possível porque já tínhamos outro compromisso agendado”, disse Gutembergue. No dia seguinte, sexta-feira (26) a diretoria do SindSistema Penal se reuniu com o novo secretário de Administração Penitenciária e reiterou a pauta apresentada ao governador. “Eu não ponho pauta de inspetor penitenciário junto com pauta dos servidores da área técnica. Por isso convidei a médica Lúcia Lutz. Para testemunha de que a área técnica foi representada, e ela pode falar pessoalmente com o secretário sobre a demanda dos servidores da Saúde da Seap. Eu fiz a minha parte, agora vocês têm uma demanda a cumprir. Algo que deveria ter sido olhado lá atrás”, ponderou Gutembergue sobre a preterição do antecessor sindical. 

Como resultado da reunião no Palácio Guanabara, o governador Luiz Fernando Pezão pediu informações a cerca do impacto financeiro, com vistas ao enquadramento dos atuais servidores da saúde, na especificidade de cada profissional. O secretario David Anthony pediu que o estudo seja apresentado o quanto antes, para encaminhamento ao governador.

Desde 2004 trava-se uma luta pelo enquadramento da Saúde dentro da Seap. “Eu torço para que vocês alcancem o objetivo, porque a pior coisa que tem é a gente trabalhar num espaço como o que trabalhamos e não nos vermos valorizados”, confidenciou o presidente do Sindicato.