Image

Morre Daniel Grandolfo, presidente do SINDASP

12/10/2017 11:50:23  

Além de Grandolfo (37 anos), também faleceram os diretores José Cícero de Souza, Lobó, (54 anos) e Edson Chagas, Cebolinha, (57 anos).

 

É com imenso pesar, que o Sindasp-SP comunica à categoria dos agentes de segurança penitenciária, e à sociedade, o falecimento do presidente do Sindasp-SP, Daniel Grandolfo (37 anos), na madrugada desta quinta-feira (12).

Grandolfo não resistiu ao acidente sofrido na madrugada de ontem, quando retornava de Brasília-DF, com outros dois diretores do Sindasp-SP, José Cícero de Souza, “Lobó” (54 anos) e Edson Chagas “Cebolinha” (57 anos). José Cícero e Edson Chagas faleceram no local do acidente. Grandolfo estava internado em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Base de São José do Rio Preto e passava por uma cirurgia.

Os diretores do Sindasp-SP estiveram durante toda a terça-feira (10) no Senado Federal para o acompanhamento da votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 14/2016, que cria a Polícia Penal federal, nos estados e no Distrito Federal. A votação não ocorreu por falta de quórum no Senado.

O acidente ocorreu na Rodovia Assis Chateubriand, no município de José Bonifácio, cerca de 50km de São José do Rio Preto, em um choque com um caminhão carregado de tijolos.

Velórios e sepultamentos: o corpo de Daniel Grandolfo será velado em Presidente Prudente, na Casa de Velório Athia, ainda sem horário definido, aguardando a chegada do corpo vindo de São José do Rio Preto. (possivelmente a partir das 15h). No mesmo local está sendo velado o corpo de José Cícero de Souza, “Lobó”, que será sepultado às 14h, em Álvares Machado. O corpo de Edson Chagas foi encaminhado para São Paulo, onde está sendo velado e sepultado.

 

Fonte:http://www.sindasp.org.br/site/post.php?post_url=posts/morre-daniel-grandolfo-presidente-do-sindasp

 

 

Os companheiros retornavam de Brasília-DF onde estiveram juntos a outros companheiros de todo o Brasil no Senado Federal,  na luta e expectativa da votação em segundo turno da tão sonhada PEC 14 (Polícia Penal) que inclui a categoria no artigo 144 da CF e outorga identidade à tão fundamental categoria de trabalhadores.

 

Nossos mais sinceros pêsames a todos os familiares e amigos dos companheiros que perderam a vida acreditando na luta pela vitória coletiva de todos os agentes penitenciários do Brasil. Que o Eterno conforte os nossos corações.